sexta-feira, 24 de julho de 2009

Jonas Bezerra

NASCEU EM 17 DE FEVEREIRO DE 1987 EM IGUATU-CE, É DE UMA FAMÍLIA DE TRADIÇÃO POÉTICA, COMO POR EXEMPLO SEU PAI(CHICO ALVES) REPENTISTA PROFISSIONAL HÁ 30 ANOS, AINDA EM ATIVIDADE.
JONAS BEZERRA COMEÇOU A CANTAR PROFISSIONALMENTE AOS 15 ANOS DE IDADE.
JÁ PARTICIPOU DE MAIS DE 150 FESTIVAIS DE REPENTISTAS EM TODO BRASIL, DISPUTANDO COM AS MAIORES EXPRESSÕES DA CULTURA POPULAR DO GÊNERO, SENDO CONSAGRADO AO PRIMEIRO LUGAR EM MUITOS FESTIVAIS.
VEJAMOS ALGUNS:

Tetracampeão do Festival de Cantadores do Sertão Central em Mombaça-CE

Tricampeão do Festival de Cantadores em Jaguaretama-CEARÁ

Tricampeão do Festival de Repentistas de Iguatu-CE

Bicampeão do Festival Nacional da Poesia em Juazeiro do Norte-CE

Campeão do III Festival Internacional de Trovadores e Repentistas em Farias Brito-CE

Campeão do Festival Tradicional de Parambu-CE

Campeão do Festival Tradicional de Ibiara-PB

Campeão do Festival da Poesia em Morada Nova-CE

Campeão do Festival Cearense de Poetas Repentistas em Fortaleza-CE

Campeão do IX Festival de Repentistas em São José de Belmonte-PE

Campeão do Festival Tradicional de Poetas Repentistas em Mauriti-CE

Campeão do Fenoger 2009 (Festival da Nova Geração) em Gravatá-PE

Campeão do Campeonato Cearense de Repentistas (2006)

Campeão de Festival de Repentistas em Lavras da Mangabeira-CE

Campeão do Festival de Pesqueira-PE no 10° Desafio Nordestino Cantadores

Campeão Individual do Festival de Repentistas em São José do Egito-PE entre outros.

É Autor de um Projeto Escolar e trabalha na inclusão da Literatura de Cordel na Sala de aula como disciplina.

É Autor do Projeto e Articulador do 1°Simpósio da Cantoria com a inovação em foco.
Na área televisiva fez uma participação no filme "Humberto Teixeira" de Denise Dumont improvisando sobre a influência que suas músicas têm para com a cultura do nordeste.

Participou da Novela “Água na boca" na Rede Bandeirantes em 2008, atuando também como repentista.

Participou de 30 gravações no Programa Ao som da viola na TV DIÁRIO.

Participou de 35 gravações do Programa Ceará Diverso na TV Verde Vale.

Participação em vários CDs e DVDs.

Desde 2004 apresenta de segunda á sá
bado um programa na Rádio Jornal - AM 790 kHz de Iguatu das 18:00 ás 18:30 www.jornalam.com.br

Como cordelista já lançou seis cordéis:

De Virgulino á Lampião;

Gente e coisas do Nordeste;

Debate virtual;

Poetas e trovadores (O Berço da cantoria);

Quem derrama na terra o sangue humano nunca mais dorme um sono sossegado;

Retalhos de poesia.

Já passou em muitas escolas e faculdades se apresentando e ministrando oficinas de cordel, por exemplo, na PUC em São Paulo.



Amigo
(Soneto)

Quer ser meu amigo? Eu estou aqui!
Pois, não quero mais vê-lo tão ausente.
Se alguma coisa o fez diferente,
Com a sua ausência, muito eu aprendi.

Fiquei flexível e por ser consciente
Procuro saber em que lhe agredi.
Me desculpe amigo, se eu lhe feri
Me perdoe se um dia eu fui prepotente.

Não deixe que a ira domine o seu ego
Gerando inimigo e o tornando cego
Por que quem vê cara não vê coração.

Faça um retrospecto do que fiz contigo
Tendo culpa ou não pra ser seu amigo
Eu mais uma vez lhe peço perdão.


Autoria: Jonas Bezerra



Eu sou rico e pobre
(Soneto)

Na riqueza vivo sendo um egoísta
Usando o poder para atrocidade
Não sou a favor que haja igualdade
Por que sigo a lógica de um capitalista.

Na pobreza mudo, faço caridade,
Sou simples, sou meigo, brando e paisagista.
Acredito que, outra vida exista
Cultivando os frutos da felicidade.

Eu sou mais ser pobre, que sofre e partilha,
Do que ter riqueza, fazendo quadrilha,
Enganando o povo e se mostrando nobre.

Perante isso tudo, há uma certeza:
_Eu sou muito pobre para ter riqueza,
Mas sou muito rico por que nasci pobre.

Autoria: Jonas Bezerra



Separação
(Soneto)

Vou sentir com certeza sua falta,
Vou lembrar de você constantemente.
O meu ser pra vingança não exalta,
Nem eu vou me obrigar ser diferente.

O seu gênio e o meu têm força alta
Só não sei lhe dizer o mais valente.
Eu só sei que me peito ainda salta
Quando vejo você na minha frente.

Me desculpe se fui ignorante,
Insensível, disperso, intolerante
Como um louco num beco sem saída.

Caso nada aconteça entre nós dois,
Peço a Deus, e espero que depois
Eu encontre você feliz da vida.

Autoria: Jonas Bezerra



Poeta mostre o minério
Da sua filosofia
(Mote em sete sílabas)

Poeta diga se os lábios
Declaram força emotiva
Se a nossa memória arquiva
Do jeito dos alfarrábios
Se a cabeça dos sábios
Possuem outra sintonia
E se serve a democracia
Num país que não é sério
Poeta mostre o minério
da sua filosofia.

Se a parede do progresso
Pode ter desabamento
Se o arrependimento
Dá lugar ao retrocesso
Se a BR do sucesso
Parece uma rodovia
E se a algema da magia
Prende quem tá no mistério
Poeta mostre o minério
da sua filosofia.

Se o sol do desconsolado
Conduz no seu raio as dores
Se o trono dos opressores
Está desapreciado
Se o corpo do pecado
Também tem fisionomia
E se o tom da melancolia
Dá mais vida ao impropério
Poeta mostre o minério
da sua filosofia.

Poeta cante a canção
Que libera o sentimento
E diga se há ligamento
Da mente pra o coração
Se os poros da traição
Sofrem de hemorragia
Se a sensação da orgia
É a mesma do adultério
Poeta mostre o minério
da sua filosofia

Autoria: Jonas Bezerra


Versos diversos:

Falando da vida Edvaldo Zuzu disse:

Agora eu nem sei dizer
Quem são os meus inimigos

Jonas Bezerra disse:

Chorei vendo dois mendigos
Na calçada de uma escola
Um por me pedir um pão
Estirando uma sacola
E o outro por que não tinha
Nem mão pra pedir esmola.


Falando da escravidão Charles Gomes disse:

A Europa escravizou
O povo da pele escura.

Jonas Bezerra disse:

Naquela época a tortura
Causava muitos receios
E a África bebeu o leite
Que pingou dos peitos cheios
Dizendo: _ Por qual motivo
Roubaste os filhos alheios?


Cantando com Ismael Pereira em Lavras da Mangabeira pediram o seguinte Mote:

Só faltava um palhaço no congresso
Tiririca chegou não falta mais

Jonas Bezerra disse:

A campanha que fez inda fascina
Por que fez com humor e esperança
Ou vai ser o começo da mudança
Ou vai ser o princípio da ruína
Quem cantou Florentina, Florentina
Eu vou ver no congresso o que é que faz
Um protesto na urna é eficaz
Mas assim não se faz ordem e progresso
Só faltava um palhaço no congresso
Tiririca chegou não falta mais

Caras novas fazendo mais estréias
Quero ver o congresso como fica
Foi Francisco Everardo “o Tiririca”
Que ganhou da maneira de Enéas.
Mas o homem que falho nas idéias
Não consegue implantar seus ideais
E quem sugar nas mamatas federais
Nunca mais vai vender nenhum ingresso
Só faltava um palhaço no congresso
Tiririca chegou não falta mais.

Cantando com Raullino Silva em Natal-RN, pediram o seguinte mote:

Pra quê tanta riqueza num país
Que não deixa de ser escravizado.

Jonas Bezerra disse:

Dois Brasis eu conheço atualmente
Um que vende barato a obra-prima
E um que é luxuoso e se anima
Com produtos de outro continente
Se nós temos produto, o que é da gente
Dá mais lucro jogando no mercado
Se o mercado não for balanceado
Vai sofrer muito mais os dois Brasis
Pra quê tanta riqueza num país
Que não deixa de ser escravizado.


Cantando com Luciano Leonel no Festival de Gravatá - PE, o mote sorteado foi o seguinte:

O mendigo é o ser que mais se humilha
E permanece esquecido pela massa

Jonas Bezerra disse:

Seu abrigo é a árvore quando enfolha
Por não ter quem lhe dê a mão amiga
A quentura da tarde lhe castiga
O sereno da noite vem e molha.
Quando vai pras esquinas ninguém olha
Quando vai pra os sinais ouve pirraça
E por achar que a esmola é pra cachaça
Não colocam o dinheiro na vasilha
O mendigo é o ser que mais se humilha
E permanece esquecido pela massa


Cantando com Acrízio de França em Cajazeiras-PB pediram o seguinte mote:

Eu ensino cantando a cantador
Que se cresce querendo me ensinar

Jonas Bezerra disse:

Se a Bíblia Sagrada tem as chaves...
Se MERIBE-BAAL não foi esperto
E Moisés com seu povo no deserto
Foi capaz de passar muitos conclaves!
De manhã a comida era a das aves
Já a noite era o fogo do altar
E logo após quatro décadas caminhar
Foi chamado pra terra do Senhor
Eu ensino cantando a cantador
Que se cresce querendo me ensinar.

10 comentários:

  1. QUERIDO JONAS SOU ADMIRADOR SEU E DO SEU TRABALHO E QUERIA SABER SE EXISTE ALGUMAS CANÇOES SUAS FALANDO DE AMOR?SOU DE CURRAIS NOVOS RN E GOSTARIA MUITO DE GRAVAR UMA DESSAS CANÇOES AMIGO!UM ABRAÇO MEU EMAIL PROPAGAREJUNIOR@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  2. Figura ilustre e grande representante da poesia popular,fidedignamente a sua categoria está muito bem representada,vale salientar...Um repentista de mão cheia e pq não o melhor repentista q já conheci???É isso mesmo,O MELHOR DOS MELHORES...

    ResponderExcluir
  3. e ai maxo véi!!!

    rapaz teu blog ta bom d ++++ só falta o poeta publicar alguns versos teu aqui pra q o pessoal possa apreciar tua arte... abraços rapaz e depois da uma passadinha no meu

    ResponderExcluir
  4. Amigo Janas,adoro seu trabalho, sou um adimirador da poesia, gosto de tudo relacionado a poesia, vióla, cançoes, repente etc. desd a minha infancia, para mim, a poesia a cantoria, é a melhor coisa que existe para alegrar o nosso dia a dia, a nossa vida. você, meu amigo, é um show, seu blog ta exelente. Pesso a DEUS que ilumine sempre a sua vida. Parabéns amigo, abraço. Sérgio RJ

    ResponderExcluir
  5. Digníssimo cantador, diria que a importância que JONAS BEZERRA tem sido para a cantoria de viola se assemelha com a mesma importância que os Analles exerceram na criação da Nouvelle Histoire. Parabéns! Seu BLOG está muito rico.

    ResponderExcluir
  6. Amei seu estilo poético,saiba que me vejo em seus poemas,gostaria de saber se vc ja posta no recanto das letras, se não te faço o convite.
    Faça uma visita ao recanto e se puder me visite pois ficarei honrada com a sua presença.
    Parabéns
    Abraço dessa amiga das letras se é que posso dizer assim...
    tina poeta

    ResponderExcluir
  7. Grande poeta, sou admirador da nossa cultura e também do seu trabalho e só está faltando uma politica de incentivo a essa cultura, projeto para mídia a nivel nacional nos programas de alta audiencia. Um trabalho de informação da origem da cantoria para que assim o artista poeta seja reconhecido pelo seu trabalho. Grande Abraço de seu Fã!

    ResponderExcluir
  8. Amo POESIA ! E vc menino,tem um grande caminho a percorrer ! Parabéns ! Artistas do CEARÁ, são sempre muito bons . Estou pensando sériamente, fazer uma tentativa tambem neste seguimento,,,
    abraços.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns poeta Jonas Bezerra um grande artista da nossa Cultura nordestina o Brasil se orgulha em ter você como professor e repentista da nossa história no nordeste brasileiro

    ResponderExcluir
  10. Parabéns poeta Jonas Bezerra um grande artista da nossa Cultura nordestina o Brasil se orgulha em ter você como professor e repentista da nossa história no nordeste brasileiro sou seu fã número 1

    ResponderExcluir